sábado, 25 de abril de 2015

Globo completa 50 anos! Relembre alguns programas que marcaram época


Neste domingo (26), a Rede Globo completa seu cinquentenário. Conhecida por uma programação diversificada, um dos destaques foram os programas de TV. Além da grande plateia em todo o país, essas atrações contavam com uma representação desse público nos estúdios.

Relembre alguns programas que marcaram as seis décadas, pelas quais o canal esteve presente. Desde os shows dos anos 60 até os reality shows nos anos 2000, os seguintes programas são inesquecíveis. Fizeram e fazem história. Confira!


Dercy de Verdade (1967): Estrelado por Dercy Gonçalves, o programa realizava gincanas, entrevistas e discutia temas relevantes, com a participação do auditório. A atração era produzida diretamente de São Paulo e transmitida ao vivo, com a apresentadora comentando diversos assuntos e interpretando personagens que fazia no teatro.

O formato apresentava ainda atrações musicais, com bandas de renome, e entrevistas com personagens curiosos e bizarros. Em 1979, foi punido pela Censura Federal, por desrespeitar os artigos 12 e 18 do Decreto 61123, que proibiam alterações em programas já aprovados pela Censura. O programa passou por 15 dias de suspensão.


Buzina do Chacrinha (1967): Chacrinha também marcou o início da Globo. Ele estreou na emissora com o “A Hora da Buzina”, que depois passou a se chamar “Buzina do Chacrinha”. O programa de calouros era exibido aos sábados em São Paulo, enquanto no Rio, ia ao ar nas noites de domingo, logo após o “Programa Silvio Santos”.

Ele contava com dançarinas, conhecidas por Chacretes, que ajudavam a animar o programa. Em 1969, chegou a ser punido pela Censura Federal, com 15 dias de suspensão. Na atração, o apresentador jogava bacalhau e outros alimentos para a plateia, além de vários games com frutas. Ele ficou na Globo até 1972, retornando dez anos depois.


Globo de Ouro (1972): Com estreia em dezembro de 72, o “Globo de Ouro” levava ao telespectador os maiores sucessos musicais do momento, com um ranking das dez músicas mais tocadas nas estações de rádio naquele mês. A estreia foi transmitida ao vivo e depois, ele passou a ser gravado, sendo exibido mensalmente, nas noites de quarta.

Antonio Marcos, Vanusa, Jerry Adriani, Sandra Bréa, Wanderley Cardoso, Odair José e Murilo Néri foram alguns dos apresentadores do Globo de Ouro, que contava com os quadros “Grande Lançamento do Mês”, “Hit Parade do Passado”, “O Som das Paradas”, “O Som dos Disc Jóqueis”, “O Som dos Artistas”, “O Som das Discotecas” etc.


Xou da Xuxa (1986): O programa foi um dos maiores sucessos infantis da Globo. Comandado por Xuxa Meneghel, misturava brincadeiras, atrações musicais, números circenses, exibição de desenhos animados e quadros especiais, contando com a participação de cerca de 200 crianças em cada gravação, nas manhãs de segunda a sábado.

O programa tornou-se campeão de audiência e fez da apresentadora ídolo infantil do país. Xuxa referia-se às crianças como “baixinhos”, e logo passou a ser chamada de “rainha dos baixinhos”. Seu bordão “beijinho, beijinho e tchau, tchau” virou febre. O Xou da Xuxa contou com 2.000 edições e terminou em 31 de dezembro de 1992.


Sai de Baixo (1996): O humorístico foi criado com a ideia de ser um programa de televisão gravado ao vivo em um teatro, com plateia. Ele tinha como função incorporar todos os imprevistos e improvisos que podem ocorrer na encenação de uma peça, assim como aconteciam em programas de quando a TV era feita ao vivo.
A estrutura seria a de um sitcom, estrelado pelos integrantes de uma família de classe média paulista, sua empregada doméstica e o porteiro do prédio. O projeto foi apresentado pelo diretor Daniel Filho para o SBT, que não aceitou a proposta, abrindo o caminho para a Globo, que produziu o programa por seis anos, nas noites de domingo.


Big Brother Brasil (2002): Lançado em 2002, o formato começou a ser apresentado por Pedro Bial e Marisa Orth, que se afastou após algumas semanas, deixando Bial sozinho na apresentação até hoje. O programa é exibido por temporadas, e conta comum grupo de participantes confinados em uma casa, dentro dos estúdios da Globo.

Na edição diária, ele apresenta imagens ao vivo e um resumo dos principais acontecimentos do dia. Às terças-feiras, um dos participantes é eliminado pelo público de casa, no chamado “paredão”. Além do confinamento, os brothers ainda passam por provas de resistência, podendo ganhar privilégios no jogo ou prêmios.


The Voice Brasil (2012): Um dos mais novos programas da Globo, o “The Voice Brasil”, trouxe ao país o formato musical conhecido no mundo inteiro, responsável por revelar novas vozes, que são escolhidas por quatro técnicos. No programa da Globo, os músicos Claudia Leitte, Calinhos Brown, Daniel e Lulu Santos exercem essa função.

Eles escolhem os novos talentos, treinam e produzem os shows. O programa, que se passa no palco de um grande auditório e é apresentado por Tiago Leifert. O “The Voice” é um formato desenvolvido pela Endemol, a mesma empresa que criou o Big Brother e, nas edições, conta ainda com apresentações musicais de cantores consagrados.

Nenhum comentário: